Cineastas Sul-Coreanos - Parte 1

Cineastas Sul-Coreanos - Parte 1

Postado em:
Blog - Artigos
- 19/10/2020 18:36:58

Nas últimas semanas, você já conheceu em nossa página sobre A História do Cinema Coreano, e sobre os cineastas sul-coreanos Park Chan-wook e Bong Joon-ho. E agora traremos para você uma série de recomendações de mais diretores sul-coreanos para você ficar por dentro do fantástico cinema da Coréia do Sul!
 

Lee Chang-dong 


Lee Chang-dong (Hangul:
이창동) nasceu em 4 de Julho de 1954 em Daegu na Coreia do Sul. Lee é um ex-professor de ensino médio e um romancista aclamado, e se tornou cineasta quando tinha mais de 40 anos. Seu filme de estreia, Green Fish (1997), trouxe sucesso imediato e elogios da crítica. Já o filme Peppermint Candy (2000), com o mesmo tema de “inocência perdida” que seu trabalho anterior, lançou críticas ferozes contra os remanescentes ainda com poder do regime de ditadura militar coreana. Com o filme Oasis (2002), Lee recebeu inúmeros prêmios, incluindo o prêmio de diretor especial no Festival de Veneza. Desde 2003, Lee trabalhou como Ministro da Cultura no recém-eleito governo nacional liberal e hoje é considerado um dos principais nomes do cinema sul-coreano. Recentemente ficou conhecido por seu trabalho altamente aclamado com o longa Em Chamas (2018), sendo selecionado por críticos como um dos melhores filmes do ano.





Hong Sang-soo


Hong Sang-soo (Hangul:
홍상수), nascido em Seul no dia 25 de Outubro de 1960, fez sua estreia na direção aos 35 anos de idade com o filme O Dia em Que o Porco Caiu no Poço (1996). A Mulher é o Futuro do Homem (2004) foi seu primeiro filme a ser exibido em uma competição no Festival de Cannes. Os filmes de Hong também foram exibidos no Festival Internacional de Cinema de Berlim, no Festival de Veneza e no Festival de Locarno. O diretor recebeu o prêmio Un Certain Regard no Festival de Cannes pelo longa Hahaha (2010); o Leopardo de Prata de Melhor Diretor no Locarno International Film Festival por Nossa Sunhi (2013); e o Leopardo de Ouro no Locarno International Film Festival por Certo Agora, Errado Antes (2015). Seu filme mais aclamado pela crítica e pelo público é Na Praia à Noite Sozinha (2017). O último filme de Hong, The Woman Who Ran (2020), ganhou o Urso de Prata de Melhor Diretor no 70º Festival Internacional de Cinema de Berlim e conta com sua sétima parceria com uma das principais atrizes coreanas, Kim Min-hee (A Criada).





Em nossa Box #17, nossos assinantes receberam uma box com o tema Sul-coreano que foi um grande sucesso! Já esgotado, você pode conferir nossas outras boxes disponíveis em nossa loja e assine nosso clube para não perder mais boxes como essa! https://rosebud.club/produtos.asp

Categorias

Fique informado!

+ Posts

Edward Yang, O Maestro de Taiwan
Edward Yang, O Maestro de Taiwan
Ang Lee, O Taiwanęs Que Conquistou O Ocidente
Ang Lee, O Taiwanęs Que Conquistou O Ocidente
Hou Hsiao-hsien, O Mestre Taiwanęs
Hou Hsiao-hsien, O Mestre Taiwanęs
Cineastas Sul-Coreanos - Parte 2
Cineastas Sul-Coreanos - Parte 2
Michael Haneke, O Intelectual Austríaco
Michael Haneke, O Intelectual Austríaco